DIÁRIO DE UM CONSULTOR DE EMPRESAS
01 NOVEMBRO 2019. Francisco Madia.
WE WORK, o início do derretimento. Há dois anos, depois de uma reunião de 10 minutos e uma conversa num táxi a caminho do KENNEDY, MASAYOSHI SON fechou negócio com uma pessoa indisfarçavelmente desequilibrada. Num iPad assinaram um contrato. Dias depois o SOFTBANK, do MASA, depositou na conta do WE WORK US$ 3 bilhões de dólares…