As Irmãs Batista – DIRCINHA e LINDA – foram duas cantoras brasileiras queridas e de grande sucesso entre os anos 1930 e 1950. Compositores como LUPICÍNIO RODRIGUES encontraram na voz das irmãs a porta que os conduziu ao sucesso e reconhecimento.

Os irmãos Batista, WESLEY e JOESLEY fugiram ontem do Brasil, sob a tutela e proteção do Estado. Estado esse, construído com nosso dinheiro, sangue, suor e lágrimas, que mancomunados com políticos criminosos, sangraram até a última gota.

Hoje a sede do grupo é na HOLANDA, mais de 80% de seus negócios acontecem fora do Brasil, mas, construídos com o dinheiro dos brasileiros. A maior parte sacado dos cofres do BNDES.

O maior dos “Campeões Nacionais” evaporou ontem, pelo aeroporto. E hoje toda a família passeia pelas ruas da Big Apple.

No popular, são uns crápulas.

Quero que o TEMER, que o AÉCIO, que o MANTEGA, que o LULA, que a DILMA, que o PALOCCI, que todos aqueles que alimentaram essa quadrilha afundem no mais fundo dos infernos. Mas, não posso deixar de registrar minha repulsa por pessoas tão desprezíveis como os IRMÃOS BATISTA.

Há muito que já venho incomodado com as estripulias dessa quadrilha “FROG MANAGEMENT” – coitado do estado de GOIÁS, ainda tripudiam sobre onde tudo começou.

Mas o que aconteceu e agora estamos tomando conhecimento de ontem para hoje é de vomitar até o Natal.

E de tudo o que vi e li até agora, nada embrulhou mais o meu estômago do que o Ministério Público ter honrado a delação desses canalhas, depois deles terem espionado o MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Isso mesmo, os bandidos plantaram um espião dentro da Justiça e se aproveitaram dessas informações para negociarem, de forma privilegiada, a delação.

O Ministério Público deveria ter pago com a mesma moeda. Levado até o fim, e, ao invés de libertá-los para a fuga escatológica, dado voz de prisão à quadrilha.

Do que estou falando? Confira agora na matéria da ÉPOCA de hoje, 18 de maio, postada pela primeira vez às 9h18, e atualizada as 12h04.

Agora entendi porque tem medo de morrer; tripudiaram, cagaram e andaram sobre uma das instituições da Justiça do Brasil. Confira. E Revolte-se. Madia.

“EPOCA
Joesley espionou procuradores até durante negociação de delação

Empresário só contou que mantinha um informante dentro do MPF na fase final da delação

AGUIRRE TALENTO
18/05/2017 – 09h18 – Atualizado 18/05/2017 12h04

Joesley Batista, empresário, presidente da JBS-Friboi (Foto: Rogério Cassimiro / Editora Globo)

O empresário Joesley Batista, da JBS, e executivos da empresa espionaram procuradores da República mesmo enquanto já negociavam um acordo de delação premiada. Para isso, Joesley fez acertos com o procurador Ângelo Goulart, preso nesta quinta-feira (18) e que integrava a força-tarefa da Operação Greenfield.

Goulart gravou reuniões internas do Ministério Público Federal e até mesmo uma conversa na qual procuradores negociavam delação com um ex-sócio de Joesley, Mário Celso Lopes. As gravações foram entregues a Joesley, segundo investigadores que acompanham o caso. Goulart, ainda de acordo com essas fontes, repassou até mesmo itinerário de viagens pessoais dos procuradores, o que poderia tê-los colocado em risco.

No processo de negociação da delação premiada, que começou entre fevereiro e março, Joesley não informou as negociatas com o procurador. Só quando já estava no fim das tratativas é que o sócio da JBS revelou à Procuradoria-Geral da República que mantinha um informante dentro do MPF. Goulart tem proximidade com o vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, e também com a atual cúpula do procurador-geral, Rodrigo Janot, responsável por seu pedido de prisão.

A suspeita dos investigadores é que Goulart receberia uma mesada da JBS em troca dos serviços de espionagem.
A delação da JBS fundamentou pedidos de busca contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e contra aliados do presidente Michel Temer (PMDB), entre outros, além da prisão do procurador Angelo Goulart.