JOSÉ GALLÓ, de estagiário na J. ALVES VERÍSSIMO, 1972, ao ícone do varejo brasileiro, 2017.

Na semana passada lançou seu livro em São Paulo pela EDITORA PLANETA: “O PODER DO ENCANTAMENTO”.

Há 26 anos trabalha na RENNER. Uma empresa com capital pulverizado na bolsa e que já pertenceu a varejista americana JCPENNEY.

GALLÓ nasceu em GALÓPOLIS, bairro da cidade de Caxias do Sul, e fundado pelo seu avô. O Avô chamava-se ÉRCULE GALLO. Quando José foi batizado decidiram colocar o acento. GALLÓ…

Segundo ele, e em entrevista recente, “quem quiser respirar empreendedorismo que vá a Caxias. Lá todo mundo tem seu negócio, sua empresa, na garagem, fazendo alguma coisa…”.

GALLÓ foi contratado pela RENNER no ano de 1991. Empresa em dificuldades, carecendo de uma visão estratégica. “Chamem o GALLÓ”, alguém recomendou a CRISTIANO RENNER, da família fundadora e presidente da empresa. Um ano depois GALLÓ era o todo poderoso. Em 26 anos, a empresa deixou de ser uma rede com 8 lojas no Rio Grande do Sul para se tornar no maior varejista de moda do país. 458 lojas e um valor de mercado de R$24,6 bilhões.

E aí, CIBELLE BOUÇAS, VALOR, pergunta a GALLÓ que se preparava para a maratona de dedicatórias em seu livro, porque só agora a decisão de colocar no papel sua trajetória emblemática: “Acho que tenho alguma coisa para deixar como legado para outras pessoas, que é o aprendizado das situações que vivi…”.

Dentre outras lições, a importância de subir escadas… “Sempre procurei ser o melhor exemplo de meu próprio discurso. A decisão de usar sempre as escadas no lugar do elevador, de não usar ar condicionado, de se hospedar em hotéis simples, incutem conceitos de austeridade, disciplina e simplicidade…

“Convencer as pessoas a usar as escadas não se deu em seis meses, levou três a quatro anos. Existe um aprendizado importante que é o da persistência. Muitas vezes, a empresa quer fazer uma mudança, faz um treinamento e, se não não vê mudanças em seis meses, cancela tudo. Algumas mudanças de mentalidade carecem de 3 a 4 anos com muita disciplina, reforço e exemplo…”.

JOSÉ GALLÓ, A LENDA VIVA DO VAREJO BRASILEIRO.