A tal da “medicina gourmet” vive seus últimos e derradeiros anos. Médicos disputados a peso de ouro e com o pagamento de luvas e salários milionários mais participações na abertura de novas e especializadas clínicas já é coisa de passado recente. O próximo grande salto deverá ocorrer em no máximo 10 anos. Com a inteligência artificial de 2ª geração, e resultante da computação quântica. Viveremos o mais pródigo e espetacular período de novas vacinas muito especialmente para doenças decorrentes de vírus em permanente mutação e que driblam, com relativa facilidade, a inteligência artificial de hoje. Como o do HIV, por exemplo. Os atuais medalhões de hoje ingressarão em decadência acelerada, da mesma forma como aconteceu, nos ultimo 10 anos, com alguns dos principais profissionais da publicidade brasileira.