DIAS TOFFOLI, A PARTIR DE SETEMBRO, NOVO PRESIDENTE DO SUPREMO

Em novembro de 2009, JOSÉ ANTONIO DIAS TOFFOLI completou 42 anos, e ascendeu ao cargo de ADVOGADO GERAL DA UNIÃO.

Depois de reprovado duas vezes em concurso para juiz de primeiro grau, sem ter feito doutorado, e escrito livro algum.

Chegou lá por seus préstimos ao PT, na condição de advogado, e submisso de JOSÉ DIRCEU.

Semanas atrás, e numa prévia do que será seu comando no SUPREMO a partir de setembro, e sem que o condenado e preso DIRCEU nem seus advogados tivessem solicitado, propôs, e conseguiu que seus colegas de turma – GILMAR E LEVANDOWSKI – concedessem um habeas corpus a seu ex-chefe. Hoje, solto!

Já com EVANILDO JOSÉ FERNANDES DE SOUZA, analfabeto, alcoólatra, e preso por furtar uma bermuda em 2011, no valor de R$10, foi inflexível e “justo”. O processo de EVANILDO acabou caindo nas graças e generosidade de TOFFOLI que manteve o temível e perigoso ladrão na cadeia… (site CONJUR).

Preparem-se, pois, criminosos do colarinho branco e mãos sujas de sangue e bolsos carregados de dinheiro roubados dos cidadãos brasileiros e ladrões de galinha.

Os primeiros terão o tratamento devido e merecerão todas as deferências e considerações do duplamente reprovado TOFFOLI. Já os ladrões de galinha serão condenados a prisão perpétua, mesmo não existindo essa pena no Brasil. Da mesma forma que, mesmo sem ter pedido, seu ex-chefe JOSÉ DIRCEU ganhou um habeas corpus para assistir a COPA em casa …